APAMVET
Artigos APAMVET

A Febre Maculosa Brasileira no estado de São Paulo

Boletim APAMVET, v. 12 n. 1 (2021)

A febre maculosa brasileira (FMB), causada pela bactéria Rickettsia rickettsii, é a zoonose transmitida por carrapatos mais importante no Brasil. No estado de São Paulo, onde a doença apresenta letalidade ao redor de 50%, os carrapatos Amblyomma aureolatum e Amblyomma sculptum são os principais vetores. O primeiro, associado a cães domésticos e fragmentos de Mata Atlântica, transmite a doença na Região Metropolitana de São Paulo. Já A. sculptum, é vetor no interior do estado, especialmente nas regiões de Campinas, Piracicaba e Marília, onde os carrapatos infectados são mantidos principalmente por capivaras. O período de incubação da FMB em humanos varia de 2 a 14 dias, sendo febre, mialgia e cefaleia os principais sintomas. Posteriormente, podem aparecer exantema, insuficiências respiratória e renal, lesões neurológicas e icterícia. A letalidade da doença depende do retardo do início da terapia com antibióticos específicos, tais como doxiciclina e cloranfenicol. O cão (...)


Gestão - Como melhorar suas operações utilizando uma ferramenta de qualidade

Boletim APAMVET, v. 12 n. 1 (2021)

O 5W2H ajuda muito no planejamento, execução e sobretudo no controle das tarefas da empresa. Pode significar uma tremenda economia de tempo e recursos : afinal, quando bem implementado, as dúvidas dão lugar à produtividade. Fica tudo mais claro, as atribuições de atividades de cada colaborador ficam definidas e o executor é beneficiado pela atuação do todo.


Nutrição do paciente oncológico

Boletim APAMVET, v. 12 n. 1 (2021)

O cuidado nutricional tem um importante papel no tratamento do paciente oncológico. Fornecer ao animal uma dieta adequada, com a suplementação necessária, e de melhor qualidade, pode favorecer a condição geral do paciente e sua qualidade de vida.


O que os clientes esperam de um Veterinário?

Boletim APAMVET, v. 12 n. 1 (2021)

O descompasso entre aquilo que os clientes esperam de um veterinário e aquilo que o veterinário espera oferecer leva à frustração de ambos, com impactos para a saúde do paciente, para o relacionamento entre o profissional e seus clientes e para o sucesso e realização pessoal do veterinário. Nesse artigo, discutem-se alguns estudos sobre as expectativas dos clientes e a formação veterinária a fim de se pensar nas possibilidades futuras de trabalho e vida para o veterinário.


Ensino: o desalinhamento inevitável

Boletim APAMVET, v. 11, n. 3 (2020)

Na formação acadêmica de veterinários não há nenhuma preparação para lidar com os aspectos emocionais da profissão. Essa preparação é bastante importante, uma vez que, ao se enfrentar opiniões e atitudes diferentes das nossas, tendemos a nos defender e, com isso, reduzir ou fechar as possíveis janelas de oportunidade para a comunicação efetiva, o que leva a efeitos consideráveis na vida do profissional, do seu cliente e do seu animal.