APAMVET

A Febre Maculosa Brasileira no estado de São Paulo

Bárbara Conte Weck, Glauber Meneses Barboza de Oliveira, Isabella Pereira Pesenato, Lina de Campos Binder, Marcelo Bahia Labruna, Maria Carolina de Azevedo Serpa

A febre maculosa brasileira (FMB), causada pela bactéria Rickettsia rickettsii, é a zoonose transmitida por carrapatos mais importante no Brasil. No estado de São Paulo, onde a doença apresenta letalidade ao redor de 50%, os carrapatos Amblyomma aureolatum e Amblyomma sculptum são os principais vetores. O primeiro, associado a cães domésticos e fragmentos de Mata Atlântica, transmite a doença na Região Metropolitana de São Paulo. Já A. sculptum, é vetor no interior do estado, especialmente nas regiões de Campinas, Piracicaba e Marília, onde os carrapatos infectados são mantidos principalmente por capivaras. O período de incubação da FMB em humanos varia de 2 a 14 dias, sendo febre, mialgia e cefaleia os principais sintomas. Posteriormente, podem aparecer exantema, insuficiências respiratória e renal, lesões neurológicas e icterícia. A letalidade da doença depende do retardo do início da terapia com antibióticos específicos, tais como doxiciclina e cloranfenicol. O cão (...)

Abrir Artigo

Palavras-chave: riquetsiose; Rickettsia rickettsii; Amblyomma; carrapato-estrela; capivara
Boletim APAMVET, v. 12 n. 1 (2021)
Comentários
Nenhum comentário encontrado!