APAMVET

Insetos na alimentação humana

Ana Paula Gelezaglo
Produção Animal

Os insetos têm má reputação, causam repulsa, alguns picam, outros estragam nossos alimentos, e nos fazem lembrar de controle de pragas. A verdade é que a população está crescendo bastante, com aumento constante para nove bilhões de pessoas até 2050, é previsto aumento no nosso sistema alimentar (para humanos e animais) e com isso uma pressão ainda maior sobre o meio ambiente, existe a previsão de escassez de terras agrícolas, água, florestas, biodiversidade, bem como nutrientes e energias não renováveis. Os insetos usam menos recursos do que o gado tradicional, têm qualidade nutricional comparável a dos alimentos de origem animal. A alimentação dos insetos pode ser adaptada para influenciar a composição nutricional. Perfis de ácidos graxos, colesterol, vitamina A micronutrientes como ferro, fósforo, selênio, zinco, cobre, manganês, além da proteína são algumas das qualidades documentadas que podem ser influenciadas pela dieta.

Abrir Artigo

Palavras-chave: insetos; comer insetos; alternativa proteica; legislação sobre produtos de origem animal
Boletim APAMVET, v. 12 n. 3 (2021)
Comentários
Nenhum comentário encontrado!