APAMVET

Uso de insetos na alimentação de peixes

Guilherme Trindade de Vasconcelos
Produção Animal

A aquicultura mundial é uma atividade importante para a segurança alimentar e responderá com 57% do total de pescado destinado ao consumo humano. A farinha de peixe é um dos principais ingredientes usados nas rações aquícolas. Dietas para peixes podem representar até 80% dos custos de produção e os níveis de inclusão de farinha de peixe nas formulações pode alcançar 64%. Neste sentido, a produção de dietas na aquicultura dependerá de fontes de proteínas sustentáveis. Neste contexto, insetos podem ser considerados fontes de proteína com teores de 25% a 75%. Insetos podem ser fonte de leucina, prolina, tirosina e valina, com perfil aminoácidico similar a farinha de peixes e melhor que farelo de soja. Também podem ser considerados fontes de ácidos graxos poli insaturados. A farinha de mosca-soldado negra, tenebrio molitor e grilo podem substituir parcialmente ou totalmente a farinha de peixe em dietas para peixes sem causar efeitos negativos no desempenho zootécnico, (...)

Abrir Artigo

Palavras-chave: Hermetia illucens; Salmão do atlântico; farelo de soja; Tilápia; Gryllus
Boletim APAMVET, v. 12 n. 3 (2021)
Comentários
Nenhum comentário encontrado!