APAMVET

Boletim APAMVET, v. 12 n. 3 (2021)


Busca por fontes alternativas de alimentos

Com a crescente demanda mundial por alimentos e a necessidade de se buscar uma maior sustentabilidade na produção dos mesmos, os insetos surgem como uma alternativa com grandes possibilidades de atender as exigências nutricionais dos animais de produção e principalmente para o mercado Pet food de forma que é necessário que os profissionais do agronegócio estejam atentos a todas as possibilidades e desafios que esta nova produção apresenta.


Estudo de viabilidade econômica na inclusão de novos ingredientes na dieta de animais de produção

O trabalho de fonte própria do autor realizou simulações econômicas buscando compreender viabilidade do uso da farinha de insetos na dieta de frango de corte, utilizando-se de ferramentas de Excel


Insetos como ingrediente funcional na nutrição de frangos de corte

O uso de insetos como ingrediente funcional e/ou aditivo pela indústria avícola é uma abordagem promissora uma vez que os insetos combinam valor nutritivo e propriedades nutracêuticas à um sistema de criação eficiente. Os insetos Tenebriomolitore Hermetiailluscens(BSF, Black soldier fly) são os principais candidatos por sua capacidade de crescer e se desenvolver facilmente em resíduos orgânicos de forma a constituir uma abordagem prevista nos conceitos de Economia Circular e Saúde Única. Uma série de estudos foram conduzidos na ESALQ-USP nos últimos 5 anos para avaliar o uso de insetos, tenébrio e BSF, em dietas para frangos de corte afim de explorar o uso como ingrediente funcional. Por fim, os estudos realizados forneceram indícios dos benefícios do uso de insetos como ingrediente funcional na nutrição de frangos de corte capaz de melhorar o desempenho e a saúde inclusive capaz de compensar parcialmente os efeitos do uso antibiótico promotor de crescimento e ionóforos (...)


Insetos na alimentação animal

Os insetos são uma classe de animais que estão presentes em diversos nichos ecológicos. Eles possuem um elevado grau de especialização com relação às necessidades de ambiente, alimentação e desenvolvimento. Dessa forma, o domínio de suas técnicas de criação com vistas ao aproveitamento comercial de seus produtos é uma janela de oportunidade que se abre com vantagens ecológicas, mercadológicas e produtivas.


Insetos na alimentação humana

Os insetos têm má reputação, causam repulsa, alguns picam, outros estragam nossos alimentos, e nos fazem lembrar de controle de pragas. A verdade é que a população está crescendo bastante, com aumento constante para nove bilhões de pessoas até 2050, é previsto aumento no nosso sistema alimentar (para humanos e animais) e com isso uma pressão ainda maior sobre o meio ambiente, existe a previsão de escassez de terras agrícolas, água, florestas, biodiversidade, bem como nutrientes e energias não renováveis. Os insetos usam menos recursos do que o gado tradicional, têm qualidade nutricional comparável a dos alimentos de origem animal. A alimentação dos insetos pode ser adaptada para influenciar a composição nutricional. Perfis de ácidos graxos, colesterol, vitamina A micronutrientes como ferro, fósforo, selênio, zinco, cobre, manganês, além da proteína são algumas das qualidades documentadas que podem ser influenciadas pela dieta.


Nanocompósito é eficiente para regeneração de fraturas em animais de grande porte

A Redação do Boletim APAMVET entrevistou Dra. Geissiane Moraes Marcondes, CRMV-SP 25.439, e Dra. Nicole Fidalgo Paretsis médica-veterinária CRMV-SP 30742 a respeito do uso de um nanocompósito a base de carbono. É um trabalho multidisciplinar que foi realizado sob orientação do Prof. Dr. André Luís do Valle De Zoppa, do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo.


Uso de insetos na alimentação de peixes

A aquicultura mundial é uma atividade importante para a segurança alimentar e responderá com 57% do total de pescado destinado ao consumo humano. A farinha de peixe é um dos principais ingredientes usados nas rações aquícolas. Dietas para peixes podem representar até 80% dos custos de produção e os níveis de inclusão de farinha de peixe nas formulações pode alcançar 64%. Neste sentido, a produção de dietas na aquicultura dependerá de fontes de proteínas sustentáveis. Neste contexto, insetos podem ser considerados fontes de proteína com teores de 25% a 75%. Insetos podem ser fonte de leucina, prolina, tirosina e valina, com perfil aminoácidico similar a farinha de peixes e melhor que farelo de soja. Também podem ser considerados fontes de ácidos graxos poli insaturados. A farinha de mosca-soldado negra, tenebrio molitor e grilo podem substituir parcialmente ou totalmente a farinha de peixe em dietas para peixes sem causar efeitos negativos no desempenho zootécnico, (...)

Comentários
Nenhum comentário encontrado!